Leia mais

Há outros artigos e livros de Marcos e Suely Inhauser à sua disposição no site www.pastoralia.com.br . Vá até lá e confira
Coinfira também dicas de economia em www.ondecharoque.com.br

sábado, 27 de fevereiro de 2010

PARCERIA BENÉFICA

Graças à obstinação da presidente, Cláudia Filatro, da colaboração voluntária do Gustavo Martins e da Ana Paula Gomes, e certamente de outros mais, a ONG Pró-Crianças e Jovens Diabéticos, de Campinas, foi selecionada pela Oi Futuro para a parceria de patrocínio do Projeto ZELOUS. Será assim desenvolvido software de domínio público a ser distribuído livremente, visando atender as necessidades específicas do tratamento preventivo do diabetes tipo 1, em crianças e adolescentes de baixa renda. Estará pautado nos conceitos da promoção do tratamento preventivo, da vigilância da saúde no domicilio, da visão integral do paciente e família, acompanhamento domiciliar automatizado e interligado por parte da ONG JD ou equipes de saúde do SUS. O sistema prevê a utilização do celular como ferramenta de apoio para promoção do tratamento preventivo do diabetes tipo 1 em nível domiciliar, onde o Paciente e/ou Cuidador, receberá mensagens via SMS dos cuidados diários a serem observados. O sistema permite ainda que o Cuidador ou Paciente envie as taxas glicêmicas para a central que, em tempo real, monitorará o estado de saúde dos pacientes, disparando sistema de alertas pré-programados para o profissional de saúde responsável, possibilitando o gerenciamento remoto e o tratamento preventivo nas crises agudas. Os impactos no sistema de saúde serão grandes, já que o ZELOUS permitirá o monitoramento dos pacientes por meio do exame de hemoglobina glicada, que estará atrelado ao CRM do médico que acompanha o paciente. Assim se poderá avaliar todo o processo que o portador da diabetes tipo 1 passa. O software possibilitará o telemonitoramento, sugerindo os horários corretos de ingestão de alimentos e medicamentos; a inserção das taxas glicêmicas pelo paciente via SMS; o gerenciamento das crises agudas via SMS; a junção no prontuário eletrônico dos dados médicos, socioeconômicos e psicossociais do paciente e seu núcleo familiar; o acompanhamento domiciliar automatizado e interligado; a flexibilidade para atualizações das condutas médicas; o acesso remoto público aos dados estatísticos. Conterá ainda um módulo de tele-educação, que será um site que qualquer pessoa poderá acessar para assistir a palestras, seminários, cursos e treinamentos online, usando recursos multimídia, como vídeo e audioaulas gravadas, lições interativas, filmes, etc. Essa iniciativa tem como objetivo aumentar a qualidade e diminuir erros potenciais na atenção especializada e cuidados domésticos da criança diabética. Não é necessário esforço para perceber o benéfico que a parceria é e será e o quanto ajudará a familiares e pacientes. Os desafios para a produção deste material são grandes, mas certamente saberá enfrentar dos desafios com a mesma determinação e obstinação que a tem caracterizado até aqui. Marcos Inhauser