Leia mais

Há outros artigos e livros de Marcos e Suely Inhauser à sua disposição no site www.pastoralia.com.br . Vá até lá e confira
Coinfira também dicas de economia em www.ondecharoque.com.br

terça-feira, 21 de agosto de 2012

IGNORÂNCIA ARROGANTE

Ao pensar no título desta coluna estava me perguntando se não é ele um pleonasmo, isto porque, na minha experiência, quase sempre o ignorante é presunçoso e acha que o que sabe é a mais pura verdade.
Tive mais uma experiência destas esta semana. Uma senhora queria saber como era a Igreja da Irmandade, porque ela nunca tinha ouvido falar desta denominação. Ela introduziu o assu
nto da seguinte maneira:
- O senhor é pastor de qual Igreja?
- Igreja da Irmandade?
- Nunca ouvi falar. Ela é uma igreja normal? Ela é uma igreja “pentencostal”?
- Ela é uma igreja cristã.
- Mas ela é “pentencostal”?
- Não, ela não é pentecostal (falei acentuando para ver se ela percebia que pronunciava errado).
- Então ela não é uma igreja verdadeira porque não é “pentencostal” (ela insistia em dizer errado). A igreja verdadeira tem que ser “pentencostal”. Se não for verdadeira e “pentencostal” não é igreja, é do demônio.
- O que a senhora entende ser pentecostal? Qual a característica de uma igreja pentecostal?
- Uma igreja “pentencostal” é uma igreja avivada, que bate palmas quando canta, que ora com fervor, com fé, que cura, que profetiza, uma igreja que não é geladeira.
- Isto para a senhora é ser pentecostal? E se eu disser que em um terreiro de umbanda eles cantam, batem palmas quando cantam, fazem orações em voz alta, curam e dizem o que vai acontecer com a pessoa, isto significa que são pentecostais?
- De jeito nenhum!
- Então as características do ser pentecostal não podem ser as que a senhora me mencionou. Há alguma outra que a senhora queira adicionar? Eu esperava que ela fosse falar do batismo do Espírito Santo como segunda benção. Que nada!
- Uma igreja “pentencostal” tem que ter o Espírito Santo.
- Como a senhora sabe que a sua igreja tem o Espírito Santo e que a minha não o tem, mas que é do demônio?
Ela parou, pensou, viu que havia se enroscado e esbravejou:
- O senhor está me enrolando! O senhor tá querendo fazer eu me desviar da fé. Pare de me perguntar e acredite no que estou dizendo porque o que estou dizendo tá na Bíblia do jeitinho que tô falando pro senhor. E se o senhor não aceitar o que tô dizendo, que é o que está na Bíblia, o senhor vai queimar no fogo do inferno!

Não é primeira vez que sou excomungado por fazer perguntas que as pessoas não sabem responder. O que mais me intriga é que quando faço perguntas que a pessoa não tem respostas, o culpado sou eu. Eles me chamam de herege, de apóstata, mas nunca dizem: sou ignorante.
Assim, para muitos, sou herege, não porque o seja, mas porque eles não sabem dar respostas às minhas perguntas. Mais: se uma pergunta pode derrubar a fé de alguém, que fé mais mequetrefe é esta.
Marcos Inhauser