Leia mais

Há outros artigos e livros de Marcos e Suely Inhauser à sua disposição no site www.pastoralia.com.br . Vá até lá e confira
Coinfira também dicas de economia em www.ondecharoque.com.br

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

RECOMEÇAR: A GRAÇA DE DEUS

Escrevi certa feita que deve ser chato ser Deus porque nada é novo ou diferente para Ele, nada pode maravilhá-Lo. Ele sabe de tudo, criou tudo.
Mas há outro elemento que tem me inquietado. Porque é Deus, não pode nem pôde recomeçar algo. Ele faz tudo tão certo que não há necessidade de refazer. Não precisa aprender com os erros porque, segundo definição, é impossível que erre.
Fiquei me imaginando no lugar de Deus e não gostei. Uma vida certinha, sempre fazendo tudo tão correto, certo e perfeito me cheirou algo meio cansativo, monótono, sem sentido.
Ficar a vida toda sem a possibilidade de recomeçar, sem a possibilidade de melhorar o que se fez imperfeito na primeira, de dar um toque especial.
O fato de fazer tudo certo já na primeira vez não exige que a vida tenha recomeços. Recomeçar é característica dos seres humanos e animais. A necessidade de recomeçar, de ter a esperança de que na próxima vez será melhor, é coisa tipicamente humana. Deus não precisa disto. Deus não tem esperança porque só espera quem não tem as condições de realizar o que espera que aconteça.
Deus não tem a limitação do tempo. Os entendidos e definidores de como Deus é dizem que Ele é um ser a-temporal, não sujeito às condições do tempo. Por isto o definem como eterno, sem princípio nem fim de dias. Não teve começo e não terá fim. Deus não se rege pelos meses, estações, luas, anos, séculos ou milênios.
Isto é coisa do “andar de baixo”. Nós precisamos de uma noite para descansar (Deus não descansa, ainda que a Bíblia diga que Ele descansou e mais tarde Jesus contradiz isto dizendo que Ele e o Pai trabalham até agora). Precisamos de uma noite para renovar forças e esperanças. O salmista, afirmando algo que todos gostamos de acreditar, diz: “o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã”.
Os dias terminam com a entrada da noite e isto é recomeço. A noite termina com a entrada do dia e isto é recomeço.
Recomeçamos com as trocas das luas, com a entrada das estações, com a mudança dos meses, com a entrada de um ano novo. Precisamos destes recomeços porque vivemos de esperança. E esperamos que amanhã seja melhor, que o próximo verão seja melhor, que no próximo Natal toda a família esteja reunida, que no próximo ano seja promovido ou ganhe mais, etc e tal.
A vantagem de ser humano é esta capacidade de recomeçar, de aprender com os erros e acertos da vida. A beleza da vida é a esperança, coisa típica e maravilhosamente humana. Quem não espera, morre.
E esperar contra toda a esperança foi a grande obra de Abraão, o pai da fé. E esperar dias melhores. Não houvesse esta esperança o mundo seria muito mais violento, um verdadeiro caos. Amadurecemos porque podemos recomeçar. Crescemos porque podemos avaliar e corrigir. E podemos corrigir infinitas vezes. Porque podemos recomeçar, Jesus ensinou que devemos perdoar ao próximo setenta vezes sete. Porque podemos recomeçar, os anabatistas são contra a pena de morte, porque ela retira a capacidade de se arrepender e recomeçar.
A benção de recomeçar é graça de Deus!
Marcos Inhauser